Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Miúdo (5 anos): Estou confuso! Não sei que profissão vou escolher: cozinheiro, artista ou cientista...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Zenergias

por Ni, em 05.05.14

Na hora indecisa entre o ontem e o amanhã, não posso já falar do dia da mãe; não posso ainda deixar de falar do dia da mãe. Voltei ao Zmar. E ainda bem. 

É campismo, com o conforto de uma casa; é hotel, com espaço, muito espaço, ao ar livre para os miúdos; é feito a pensar nos pais, porque há mil atividades para os filhos, é ecológico, sem faltar nada. Gostei.

Mais ainda, porque houve tanto sol! E nós andávamos desesperados de desejo do sol...

 

Regarregámos as baterias. Fizemos uma pausa na incerteza que têm sido estes meses estranhos desde o início do ano.

 

Amanhã?! Não sabemos o que nos espera...

 

...aqui, deste lado da montanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)


De boca aberta

por Ni, em 01.04.13

Hoje foi dia de ficar de boca aberta. Todos ao dentista. Os miúdos, porque tenho esta relação fácil com consultórios dentários e dentistas que gostaria de passar-lhes e eu, porque tenho esta relação fácil com consultórios dentários e dentistas que gostaria de manter.

A miúda já tinha sido vista duas vezes pela higienista, no Centro de Saúde, de acordo com o Programa Nacional de Higiene Oral, mas, entretanto, foi ficando difícil fazer marcações, porque agora já só no fim do mês, ou porque agora estamos à espera de material, ou ah! agora não temos vez, enfim, o costume quando as coisas são gratuitas. Lá resolvi marcar-lhe consulta na dentista. Aproveitei a viagem e levei o miúdo, pela primeira vez.

 

A miúda tem uns dentes ótimos, sem uma cárie. Mas tem sete anos, logo, pelo que me foi explicado, deverá colocar selantes nos primeiors molares (claro que isso não é comparticipado pela ADSE), para evitar possíveis cáries. A agendar, portanto. Para além disso, tem os dentes da frente bastante separados, sendo que a razão é a existência de fibras do freio entre os dentes, o que se resolve com o chamado "corte no freio"... Agendado.

 

Já o miúdo, com 3 anos, está com 5 cáries {#emotions_dlg.serious}. E, não, a razão não é negligência na higiene. A razão é mesmo ignorância dos pais... Bombinhas de medicamentos para asma, bronquite asmática e afins devem sempre ser aplicadas antes de escovar os dentes. Confesso, o singulair, que ele toma diariamente, nós sempre lhe demos antes de escovar os dentes, mas a bombinha, também diária,  era mesmo ao deitar. Resultado: mesmo sem ver, a médica foi logo dizendo que isso era um grande erro, porque se suspeitava da relação direta entre bombinhas e cáries... A médica foi uma querida e disse logo que o mais importante era evitar que as cáries aumentassem e que o importante, agora, era ele ver o dentista como uma coisa que não era má. Nada de tratamentos, para já. Mas muito controlo e alteração de hábitos.

 

...aqui, deste lado da montanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Fugir da Cruz

por Ni, em 31.03.13

Chegámos do fim de semana de fuga à correria de casa em casa para "beijar o senhor" em casa de familiares, amigos e conhecidos. 

E podia não ter valido nada a escapadela de descanso com os miúdos, mas só por este não ter de andar de casa em casa soube tão bem que nem a chuva podia estragar este prazer.

 

Depois de alguma pesquisa, levada pela palavra família, fui cair numa coisa chamada Zmar eco campo resort e spa. Um conceito bastante apetecível para quem tem filhos, cansadinhos de estar fechados em casa. É eco, sim senhor; é campo, a perder de vista; é resort, ainda que de campismo, mas spa não é, uma vez que tem de se pagar um extra para poder usufruir do dito circuito spa.

 

Os miúdos perderam-se pela piscina interior de ondas; as atividades para fazer ao ar livre são inúmeras, desde parque infantil com mil e um aparelhos, cabanas, escadas, cordas, escorregas, baloiços, slides, tudo, tudo, para todas as idades. Depois havia ainda, mediante pagamento, aluguer de bicicletas (para nós os 4, ficava em 24€), circuitos de vários desportos ao ar livre, e animais para ver e coisas para fazer, mas a chuva não ajudou. Valeu-nos o dia de ontem, meio assim assim, para darmos umas voltas pelos campos.

Hoje ficou a certeza: da próxima vez levar galochas, levar secador de cabelo, levar capas para a chuva, levar chapéus, gorros e bonés, levar toalhas para a piscina, levar bicicletas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Rendo-me...

por Ni, em 12.12.10

Se há coisa que me irrita profundamente são ideias feitas, chavões do senso-comum e, pouco teimosa como sou, todos sabem bem disso..., luto afincadamente contra tudo o que é frase generalista, que qualquer estranho nos diz na rua, ou qualquer melhor amigo nos diz no sofá da nossa casa. Assim, eu deveria estar aqui a bradar bem alto que, desculpem lá, rapazes e raparigas é tudo a mesma coisa, que tudo depende da educação/personalidade da criança, que os gostos por bonequinhas/bolinhas só depende do que se lhes dá... eu deveria estar aqui a contestar todos as falsas razões que tenho ouvido nos últimos dias com estes meus, tão sábios, argumentos.

 

Não fosse o raio do miúdo gostar de andar de mota antes de conseguir dar um passo, não fosse ele ter dito bó, logo a seguir a dizer mamã e papá (por esta ordem), não fosse ele ter cinco pontos na cabeça ao fim dum ano, não fosse ele querer abrir os legos com a chave de fendas para descobrir o que está lá dentro, não fosse o raio do miúdo nem pestanejar durante o jogo de futebol do padrinho, não fosse ele querer atirar-se para cima de tudo o que pareça carro, mota ou bicicleta, e eu até poderia argumentar. Deste modo, resta-me apenas a triste realidade: é de gajo!

 

Não me surpreenderia que amanhã ou depois deixasse as meias no meio do chão e a toalha molhada em cima da cama...

 

...aqui, deste lado da montanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)


O outro lado da felicidade

por Ni, em 02.06.10

Chegam as noites quentes e saímos de casa, juntamo-nos em casa de uns amigos, à volta de um grelhador, com sardinhas a saltar aos olhos ou entremeadas para os menos marinheiros, e jogamos frases para o ar, e vamos ficando mais leves e os miúdos correm aos gritos, felizes por aquela liberdade fora-de-horas (ainda faltam uns dias para o fim de semana!) e tudo parece bem e pensamos que somos felizes.

 

 

Depois, deitas-te à meia noite e meia, acordas às duas e às cinco e tens de ir preparar um biberão, despertas, custa-te a adormecer novamente, acordas às sete e tens que te levantar e, quando te levantas, o miúdo decide que hoje é para chorar e acorda a irmã, que vem, a chorar, dizer que não consegue dormir porque o irmão está a chorar... E o miúdo chora durante todo o tempo até sair de casa e a miúda chora porque não sabe do livro novo e tu sais de casa e pensas que falta-te dormir um pouco para ser feliz.

 

...aqui, deste lado da montanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Despertar

por Ni, em 26.05.10


01:00 - Tenho fome! A última vez que comi foi aí há umas duas horas...

05:00 - Tenho outra vez fome!! E tenho qualquer coisa na boca... o que é isto? Não sai, e dói-me... Parece uma daquelas coisas brancas que os adultos têm, mas a avó não. Vou tentar tirar com a mão. Não sai! talvez com a mama da mamã... MAMÃ!!!Quero maminha!

06:00 - Não quero dormir mais. Levanta-te, mamã! Levanta-te! Levanta-te! Levanta-te!Levanta-te!Levanta-te!Levanta-te!Levanta-te!Levanta-te!

 

...aqui, deste lado da montanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)


O dia seguinte... ao dia da mãe

por Ni, em 03.05.10

Pequeno almoço servido na cama: o miúdo insiste em acordar às 6 e 50.

Eu ainda lhe peço "Vá lá, deixa-me dormir! Só mais um pouco! Olha que hoje é domingo e é dia da mãe!" E ele: "Bá-bá... dá... bu...BÁÁÁÁ!". Pego-lhe para lhe dar mama e penso para comigo "quando tiveres 18 anos, juro que te hei-de acordar num domingo qualquer às 6 e 50 para ver se gostas..."

 

Às sete, ouço a miúda a chamar. O pai vai lá ver. Quando voltam, trazem as prendinhas da mãe(dela, uma bolsinha para o telemóvel, dele, um caderno de recados... GIROS!), mas ela insiste em lembrar-me o que é ser mãe e faz uma grande birra, porque quer riscar as folhas do caderninho de recados e porque começa a chorar e porque tem sono e eu penso "Ah, pois, ser mãe é mesmo isto: ela com as birras dela, ele com as birras dele e eu a amá-los, a amá-los..."

 

Também ganhei um saco giríssimo, com as minhas cores, para pôr tudo e mais alguma coisa, tal e qual como as mães gostam. Têm muito bom gosto, os meus filhos ...

 

E ao longo do dia ganhei o melhor: muitos beijinhos, abraços e miminhos dos meus filhotes.

 

...aqui, deste lado da montanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D