Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




máscaras de mudança

por Ni, em 17.03.13

Somos assim, geralmente, aversos à mudança, desconfiados de tudo o que implique novidade. Não sei se é por termos debaixo da pele traços de portuguesices ou se é, apenas, porque somos humanos.

Não  sou tão diferente de todos, apenas guardo para mim a desconfiança face à mudança e permito-me ser tão fácil de convencer a mudar que até dói! Basta só, só, dizerem-me que é melhor, mais fácil, mais rápido, palavras mágicas para que me vá pôr experimentar. 

Os professores deviam ser assim com tudo. Ensinar é isso mesmo: rasgar as bases de qualquer coisa tida por certa. Ensinar é mudar. Aprender é mudar.

 

Deviam ser, mas não são... Tenho colegas presos a ontem sem perspetivas de amanhã. Velhos do Restelo, com pouco mais de 30 anos.

Que a nossa vida está difícil, que somos mal vistos, que somos mal pagos, que não nos respeitam... Está bem. Mas não deixo que me levem a vontade de aprender, de saber, de melhorar.

 

  

Vem isto a propósito de uma formação a que fui, dada por colegas meus, sobre um projeto pseudo-novo com computadores e, não, não vou criticar, não vou comentar. Ou talvez comente mais tarde... Mas serei SÓ eu que acho, no mínimo, estranho ir a uma ação sobre computadores, em computadores, em que até é requisito levar-se o computador próprio, e a primeira coisa que fazem é distribuirem-nos apontamentos em papel??? Alô??!!! Raio de velhos do Restelo mascarados! São os piores!

 

 

...aqui, deste lado da montanha.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Crise criativa

por Ni, em 16.01.12

Cá em casa somos os dois funcionários públicos. Já se sabe, não fazemos nada e só "chulamos" o país. Para além disso, neste momento, recebemos menos 400 euros por mês (200 porque sim, e 200 de subsídio de especialização e acerto de escalão, seja lá o que isso for...), não vamos ter subsídio de férias, nem 13º mês ( o que significa que, no Verão, a caixa do ecomarché, como é pobre, coitadita, vai de férias para uma casinha na praia de Mira, e eu deixo de ir para o Algarve, não para ir com ela para a Praia de Mira, mas para ficar em casa, porque nas férias não vou ter subsídio). Como ainda está toda a gente, inclusive a caixa do intermarché, a pensar que é bem feito, porque eu tenho um bom salário, e só "chulamos" o país, ainda ninguém se lembrou que este ano, como não vou de férias, também não vou fazer as compras para as férias ao intermarché, e o intermarché não vai vender, e é provável que tenha menos clientes, e é provável que venha a dispensar empregados, talvez a caixa que ia de férias para a Praia de Mira...

 

Assim sendo, desabafos e 400 euros à parte, sou agora obrigada a ser criativa. No aniversário dos miúdos sempre fiz as sobremesas todas, mas sempre comprei o bolo de aniversário na pastelaria, principalmente por causa do "desenho", que eles escolhiam com tanto gosto. Este ano, tive de inventar e lá a convenci que giro, giro era sermos nós as duas a fazermos o bolo, para ela levar para a escola e para a festinha cá de casa. Convenci-a com o bolo de gomas e pintarolas, em vez do desenho das Winx que ela queria... Os bolos ficaram ótimos, que eu sou pessoa modesta, e fiquei fã. Bons, bonitos e, principalmente, baratos. Pela primeira vez, não sobrou uma fatia de bolo de aniversário para o dia seguinte, vá-se lá entender as minhas pessoas...

 

...aqui, deste lado da montanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Contas

por Ni, em 01.10.10

Eu gosto de estudar. Gosto de ir às aulas, sentar-me a ouvir os professores, perceber o que distingue os bons e os maus professores, aprender; por isso inscrevi-me num Mestrado e, parecia-me, tudo fazia sentido.

 

De repente, o horário é uma treta, absolutamente incompatível com ser mãe, incompatível com ter uma marido que tem um segundo emprego, para levarmos uma vida que seja qualquer coisita mais do que casa e comida, incompatível com ser trabalhador-estudante.

 

De repente, penso que não quero deixar os meus filhos ainda mais horas com pessoas que, afinal, não conheço.

 

De repente, percebo que preciso de pagar, muito, para estudar, porque é assim que as coisas funcionam com os professores que querem ser um bocadinho melhores professores e que querem progredir na carreira.

 

De repente, ouço o sr. Primeiro-Ministro dizer que os salários vão ter cortes na ordem dos 5%. Ora, desconto quase um terço do ordenado, o que faz com que ganhe pouco mais do que a minha mulher-a-dias, apenas o suficiente para lhe pagar 4 horas semanais... Vou ter mais um corte de 5%, o que faz com que a minha mulher-a-dias vá passar a ganhar mais do que eu...

 

De repente, nada faz sentido. Não, não gosto assim tanto de estudar...

 

...aqui, deste lado da montanha.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Blog sem futebol

por Ni, em 31.05.10

Estou preocupada. Agora que passou a fase da gravidez e do pós-parto e tendo em conta que não vou querer transformar o outro lado da montanha em "retalhos da vida de uma mãe", preocupa-me saber sobre o que vou escrever. Não tenho jeito para conselheira de moda, nem para dizer mal, nem para falar das figuras conhecidas, nem para comentar novelas ou programas de televisão. Este blog está condenado à auto-destruição.

Poderia ver a aproximação do Mundial como uma réstia de esperança, para dizer mal dos jogadores, que ganham tanto e não fazem nada, ou do treinador, que não percebe nada de futebol, ou dos jogos, que não prestam, ou dos jogadores que são tão giros, MAS não gosto de futebol. Melhor dizendo, gosto de futebol tanto como gosto de ginástica, ou de atletismo, ou de natação.

Conheço tão bem a Vanessa Fernandes, como a Telma Monteiro ou o Cristiano Ronaldo. Eu sei, eu sei, cunhadito, não posso dizer isto, e também sei que  ninguém  sabe quem é a Vanessa Fernades e toda a gente no mundo inteiro sabe quem é o Cristiano Ronaldo, mas é só para se perceber o meu sentimento em relação ao futebol.

Por isso, tremo só de pensar que neste momento já todos à minha volta se preparam para ver os jogos em grande (na casa de quem, quem leva o quê, equipamento, se ganharem, se perderem... o costume) e eu tão excitada como se estivesse a ver a Telma Monteiro a lutar contra a Giulia Quintavalle, a fazer parte de outro mundo, a sentir-me estranha... Pelo menos espero já poder beber umas cervejas, para não me sentir tão fora de contexto.

...aqui, deste lado da montanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Livro de reclamações III

por Ni, em 21.04.10

Pena suspensa liberta pedófilo

 

Que raio de país é este??!! Que raio de pessoas (?) são estas? Ah! que raiva! que nojo! fazer parte desta sociedade, onde supostos seres humanos violam (e atenção que não violam alegadamente, violam e ponto) crianças durante 3 anos, são libertados porque, coitaditos, estão arrependidos, e, como se tudo isso, só por si, não fosse já abominável, a família festeja euforicamente a sua libertação. Isto é possível???!!

 

Não, não tenho palavras!

Só dor num coração (ainda) humano.

 

...aqui, deste lado da montanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Livro de reclamações II

por Ni, em 15.03.10

 Recebi há dias uma carta das Finanças cá da terra, onde era informada (eu não, o meu marido) que, de acordo com a lei não sei quantas e o decreto xpto, tinha de pagar 125 euros. Quando o homem da casa chegou, perguntei-lhe o que é que ele tinha feito, desta vez, para tal despesa. Não sabia. Desconfiava que agora tinha que se pagar pelos dias de assistência à família e, como a Princesa esteve internada, em Novembro, talvez fosse isso.

 

Hoje lá fui, cheia de vontade, pagar a conta.

Eu (depois das cortesias do costume): sabe dizer-me por que temos de pagar este valor?

Sr. ao balcão: Não. Diz aqui (na guia) que recebeu dinheiro a mais em Dezembro. Quer pagar?

 

Quer pagar???!!! Mas quê, tenho alternativa??? NÃO! Treta de país, pagas e não bufas!!! E, no fim, nem sabes o que pagas ou por que pagas.

 

...aqui, deste lado da montanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Actualidade

por Ni, em 28.01.10

Confesso: estou cheia de vontade de comprar a Visão e ler o que de mal por lá se diz..

 

 

 

Com esperança que também lá haja algum bem, porque não gosto de pessoas que dizem sempre mal de tudo e este senhor, por quem é, não merece que eu não goste dele.

 

... aqui, deste lado da montanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Politiquices

por Ni, em 29.09.09

 O PS ganhou as eleições. Os professores perderam. Se o PS tivesse perdido, os professores teriam, igualmente, perdido.Inexplicável.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D


Posts mais comentados