Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Gravidamente VIII

por Ni, em 30.07.09

Novidades: Depois de uma angústia suprema com a "porcaria" dos antibióticos (claritromicina) , fui há pouco consultar um otorrino (também porque a GO me aconselhou a fazê-lo) e eis que: NADA DE ANTIBIÓTICOS, afinal NÂO é uma laringite... É refluxo que me queimou as cordas vocais (seu danado!). Eu bem que achava que tinha cá um vulcão, quando começou a dor de garganta... Bem, não há antibióticos, mas há um "não-sei-o-quê" (omeprazol) para protecção do estômago. Mas, agora, eis a questão: não é possível apenas corrigir a dieta? Eu não sinto azia (e ainda bem), mas pelos vistos, tenho-a...hum... estou-me a passar...

Para os incultos, como eu, aqui fica uma explicação:

Rouquidão, pigarro e dor de garganta freqüentes: sinal de que algo não está bem

Refluxo gastroesofágico pode afetar também a laringe e a faringe

Se você tem com freqüência pigarro, tosse crônica, rouquidão e dor de garganta, atenção! O culpado por isso pode ser o refluxo, um retorno do conteúdo ácido do estômago para o esôfago, que pode também atingir a laringe e a faringe. Todos nós apresentamos, normalmente, vários episódios de refluxo ao longo do dia, principalmente após as refeições. Porém, quando o refluxo se torna excessivo, causando sintomas ou lesões, denomina-se doença do refluxo gastro-esofágico (DRGE).

O quadro clássico costuma se manifestar com dores no estômago, má digestão e queimação na altura do esôfago. O sintoma mais comum é a azia (pirose), que ocorre por causa da acidez elevada do suco gástrico refluído. O ácido atinge regiões não preparadas para esse contato, provocando inflamação crônica.

Estudos realizados nos últimos dez anos mostram a incidência da forma atípica de manifestação da doença, chamada de refluxo laringofaríngeo, problema que está chamando a atenção dos especialistas. Quando ultrapassa o esôfago e sobe até a garganta, pode ferir as cordas vocais e a faringe, afetando assim a saúde vocal e prejudicando principalmente os profissionais da voz, como professores, cantores, locutores.

 

E pronto!

Agora é só decidir se tomo este medicamento ou não...

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D


Posts mais comentados