Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Coisas das avós

por Ni, em 09.05.12

Ando bastante desconfiada da autoria desta minha herança. Há uma não sei o quê neste texto que remete para a eterna discussão dos amantes da literatura acerca da escrita feminina e da escrita masculina, sendo que os indícios de homem-macho eram bem mais evidendes em 1964, não vos parece?

 

PARA CONSERVAR A FELICIDADE CONJUGAL

 

"Eis algumas regras sobre a felicidade conjugal. É, pelo menos, o que se apurou num referendo [referendo??] muito sério [ah!! amostra exclusivamente masculina]:

- Não deves vestir-te pior depois da cerimónia do casamento que antes. Não esqueças nunca que a caça ao amor está encerrada mas que é preciso conservar prisioneira a tua ave rara [o marido?? toda a gente sabe que... os maridos das outras são aves raras...].

- Não descures a saúde do teu marido. Para o fazer, pequenos (hum... talvez não fosse má ideia considerar a hipótese de uma ligeira alteração ao texto)pratos cozinhados com cuidado não são de afastar.

- Rejubila se o teu companheiro dispõe de alguns dias de repouso. Mas não aproveites estas horas de descanso para o reter no lar, fazê-lo pregar uma tábua, pintar de novo a cozinha [coitadinho!]. Propõe-lhe ir à pesca, à caça. Ele voltará mais amável contigo.

- Evite [ai agora já e evite? até aqui era deves para cá, não aproveites para lá, mas agora que é para falar do senhor marido já tem de ser evite. Pois, certo.] fazer-lhe observações irónicas sobre as suas manias, defeitos, diante de parentes, amigos. Frisa, sem cessar, mas com gentileza, o que és a seus olhos."

 

 

Risinhos entre parêntesis retos à parte, não há dúvidas de que estas regras são um bom ponto de partida para qualquer pessoa.

 

Vista-se bem. Importantíssimo para que a auto-estima esteja em grande. Se te sentes bem contigo, sentes-te bem com todos, logo, também com o teu marido.

Não descure a saúde. Corpo são em mente sã... meio caminho percorrido.

Saia para ir à caça. Tem de haver um eu e um outro, para que uma relação resulte. Tem de haver espaço para a singularidade de cada um, tem de haver respetio pela pessoa, quer goste de ir à caça ou de ler...

Por fim, mostre amor. Intimidade, cumplicidade, amizade implicam isso mesmo.

 

Nada de novo, portanto...

 

...aqui, deste lado da montanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Imagem de perfil

De Margot a 10.05.2012 às 18:13

No fundo, no fundo, é tudo o mesmo, só a maneira de apresentar as coisas é que é diferente! ;-)

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D