Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Passagem de ano

por Ni, em 31.12.11

 

2011 foi um ano de tréguas. Principalmente comigo. Fiz as pazes com o meu corpo de mãe e toda a gente gostou, porque eu trambém aprendi a gostar. Pus de lado as desconfianças, e preparei-me para não me aborrecer com as desilusões com as pessoas. Eu, às vezes, mais do que as vezes que queria, também me desiludo e também desiludo os outros, sei bem disso. Fiz as pazes com os meus filhos... todos os dias, às vezes, muitas vezes ao dia e dediquei todos os momentos deste ano a amá-los.

 

Em 2011 chorei de felicidade. Sabem quantas vezes uma pessoa chora de felicidade? São momentos únicos que marcam as nossas vidas, que atravessam a pele, o tempo e nos constroem a alma. Assim, veio até mim a minha doce J., tal como eu previra, a enriquecer-me e a tornar este ano especial.

 

Para além disto, balanços, não faço. Para além disto, o que escrever não será aqui...

 

...aqui, deste lado da montanha.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D