Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Doce J.

por Ni, em 08.07.11

Tenho pressa de te ter nos meus braços, de te tocar, de te sentir. Sei que precisas de tempo, sei que precisas de crescer, sei que precisas de nascer e, novamente, crescer e, novamente, um tempo, prometo que pequeno, pequeníssimo, para me amares. Eu amo-te, assim, às escuras, sem te ver, sem te conhecer, sem te ter. 

Quando for o teu tempo, e vieres para nós, vais sentir este amor e vais querer mais, porque é bom ser amado assim, e nascer do amor, no amor, com amor, e vais ser feliz, porque a tua (fada) madrinha assim o quis!

 

...aqui, deste lado da montanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D