Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





ExpressPost

por Ni, em 27.08.10

Vou ali casar a minha irmã e já volto.

 

...aqui, deste lado da montanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Está na hora

por Ni, em 20.08.10

É tempo de partir, de fazer as malas e partir, de me ausentar de ti, de me ausentar de vós, de deixar para trás os meus amores. É tempo de acompanhar um outro amor, diferente, mas amor. É tempo de procurar um pouco de mim, perdido, será perdido?, corrijo, escondido, nos laços que me prendem a vós. Vou à procura desse pedaço de mim, já outro agora, decerto, porque nunca, nunca, nunca sem vós.

 

Fora isso, IUPPIIII!!!! Vou para a desbunda!!! Não me agarrem que eu não quero....

 

... aqui, deste lado da montanha!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Para ti

por Ni, em 18.08.10

Vivo cercada pelas palavras, ou não fosse eu uma leitora compulsiva desde que aprendi a ler, mas as palavras parecem-me sempre insuficientes. Nunca encontrei as palavras para descrever as mãos da minha mãe, um olhar terno dos meus filhos, um abraço de um amigo... um grande amor...

 

Por vezes, a música ajuda, mas, por vezes, até ela é tão pouco, tão pouco.

 

Gosto muito de você, leãozinho,
Para desentristecer, leãozinho,
O meu coração tão só
Basta eu encontrar você no caminho

 

...aqui, deste lado da montanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Sapo, sapinho...

por Ni, em 15.08.10

O Sr. Sapo pôs o outro lado da montanha em destaque, novamente, e isso é bom, é muito bom. Obrigada, Sr. Sapo!

 

Aos que aqui têm vindo parar por acaso, o outro lado da montanha é sobre pensamentos, mães, filhos, ideias, escola, amores, culinária, amigos, livros, boa-vida, beleza, música, enfim, é sobre mim e as minhas visões para chegar ao outro lado da montanha.

 

Quanto aos meus dois, vá lá três, leitores do costume, não receiem a concorrência, sabemos que dentro de alguns dias restaremos apenas nós...

 

...aqui, deste lado da montanha!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


Dúvidas??!!!

por Ni, em 12.08.10

Para aqueles que, ainda, têm dúvidas: meia noite e meia, trinta graus, esplanada da marina, umas imperiais, pipocas e "good feeling".

Adoro o Algarve!

 

...aqui, deste lado da montanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Faceblog

por Ni, em 11.08.10

Uma vez uma amiga minha, que não vem ler o meu blog, disse ou escreveu em algum lado que o Facebook matava os blogs. No meu caso, o meu blog está a matar o Facebook. Por lá, só páro para ver as novidades, quando as há, ou seja, quase nunca. Vou espreitar a vida virtual dos meus amigos e descubro que uns andam ocupados demais com os tomates e as ovelhas, outros têm, de repente, tantos amigos que me questiono se ainda terão tempo para mim, outros "conversam" com pessoas que não vêem há anos e que julgam as mesmas, outros actualizam os perfis que não são seus, outros fazem comentários tentando com isso aproximações estranhas, e eu lá vou mantendo a esperança de vir a entender o Facebook, de lhe ver a utilidade, de lhe encontrar um sentido.

 

O meu blog? O meu blog dá-me espaço para escrever. Não é um diário, porque escrevo sempre a pensar nos meus dois, vá lá três, leitores (não posso escrever mal deles...), mas quando publico um post como o anterior, de repente, passo a ver as coisas de forma diferente e, só por isso, vou arranjar-me, preparar os miúdos, dar um beijo no meu amor e vou para a minha praia linda curtir o sol...

 

Se virem uma mãezona gira com um rebento de gabela, a gritar por uma princesa, acompanhada de um homem lindo, podem ter a certeza, sou eu!

 

...aqui, deste lado da montanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Materna semana de férias

por Ni, em 11.08.10

Vim para estas férias com a certeza de que não iriam ser fáceis. Afinal, são as primeiras férias - mais de dois dias - a quatro, sendo que o elemento recém-chegado ao grupo não come como nós, não anda como nós, não brinca como nós, não suporta o sol como nós, não suporta a água como nós, não dorme como nós... Os dias não se adivinhavam fáceis.

 

Ao fim de três dias, confesso que estou um pouco cansada, esgotada, irritada, enfim, a precisar de férias... Tudo isto poderia até não ser tão negativo, mas, na verdade, há também um sentimento de culpa que me invade e que me faz pensar que eu não sou uma boa mãe. Amo muito os meus filhos, mas esta incapacidade de me adaptar à vida de mãe, esta insatisfação, esta vontade de ser mais do que mãe, entristece-me e faz-me pensar que talvez eu não seja uma boa mãe...

 

...aqui, deste lado da montanha.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Se me virem...

por Ni, em 09.08.10

Se por acaso julgarem que me vêem por aí, se por acaso julgarem que aquele perfil entre duas ruas conhecidas de uma das minhas terras é meu, desenganem-se! Não  sou eu.

 

Apenas e simplesmente porque eu estou aqui:

 

...aqui, deste lado da montanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)


O selo

por Ni, em 06.08.10

Eu pareço, sei que pareço, uma miúda actualizada nestas coisas da internet e dos blogs, mas, admito perante o meus dois, vá lá três, leitores, não entendo certas coisas, não sei fazer...

 

Isto porque a minha amiga Sílvia disse, num comentário, que tinha no homelandstories um selo para mim. Ora, eu confesso que não faço a menor ideia de como se vai buscar o selo, se vem pelos correios ou se, ao falar dele, quase por artes mágicas ele aparecerá aqui.

 

Mas o selo é sobre ser mãe, é para falar disso e de porque é que gosto de ser mãe e eu pensei para comigo "bem, isso é o que eu faço quase sempre neste blog" e, assim sendo, cá vai:

 

Eu não gosto sempre de ser mãe. Eu gosto mesmo muito, muito, muito é dos meus filhos. Não gosto de ser mãe quando eles adoecem, quando não consigo dormir, quando não consigo ter uma refeição em paz, quando não consigo sair com o meu marido, quando tenho de os repreender...

 

Amo os meus filhos nas suas palavras e balbúcios, nos seus olhares, nos seus gestos, nos seus corpos, nas suas maneiras de ser... Amo os meus filhos, com um amor incomensurável que ultrapassa as doenças, as noites sem dormir, as refeições mal tomadas, as saídas não realizadas, as repreensões... Amo os meus filhos assim com um amor em todos os minutos, que está sempre em mim, vivo, como uma ferida aberta, uma ferida que não dói mas que lembra, que existe, que faz parte de mim.

 

Este sentimento faz parte de mim, enche-me a alma e, só por isso, eu amo ser mãe!

 

Agora eu tinha de passar este selo (aqui imaginário) a alguém, mas, acreditem, eu só tenho dois, vá lá três, leitores, e, para além da Sílvia, que me "deu" o selo só o poderei passar à Avessa e à Travessa que não conheço, mas que são mães e eu gosto de lê-las...

 

 

...aqui, deste lado da montanha.


Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D





Do outro lado