Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Blog sem futebol

por Ni, em 31.05.10

Estou preocupada. Agora que passou a fase da gravidez e do pós-parto e tendo em conta que não vou querer transformar o outro lado da montanha em "retalhos da vida de uma mãe", preocupa-me saber sobre o que vou escrever. Não tenho jeito para conselheira de moda, nem para dizer mal, nem para falar das figuras conhecidas, nem para comentar novelas ou programas de televisão. Este blog está condenado à auto-destruição.

Poderia ver a aproximação do Mundial como uma réstia de esperança, para dizer mal dos jogadores, que ganham tanto e não fazem nada, ou do treinador, que não percebe nada de futebol, ou dos jogos, que não prestam, ou dos jogadores que são tão giros, MAS não gosto de futebol. Melhor dizendo, gosto de futebol tanto como gosto de ginástica, ou de atletismo, ou de natação.

Conheço tão bem a Vanessa Fernandes, como a Telma Monteiro ou o Cristiano Ronaldo. Eu sei, eu sei, cunhadito, não posso dizer isto, e também sei que  ninguém  sabe quem é a Vanessa Fernades e toda a gente no mundo inteiro sabe quem é o Cristiano Ronaldo, mas é só para se perceber o meu sentimento em relação ao futebol.

Por isso, tremo só de pensar que neste momento já todos à minha volta se preparam para ver os jogos em grande (na casa de quem, quem leva o quê, equipamento, se ganharem, se perderem... o costume) e eu tão excitada como se estivesse a ver a Telma Monteiro a lutar contra a Giulia Quintavalle, a fazer parte de outro mundo, a sentir-me estranha... Pelo menos espero já poder beber umas cervejas, para não me sentir tão fora de contexto.

...aqui, deste lado da montanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Eh pá!!!

por Ni, em 31.05.10

Esqueci-me do aniversário do o outro lado da montanha ...

Era importante, não era? Escrever umas tretas a dizer, ah! tão bom, tão bom, o blog já tem um ano...

 

Ora, um ano e 158 posts depois, confesso: estou um bocadinho viciada. Este blog surgiu mais ou menos como uma forma de "compensar" o meu miúdo, que, sendo o segundo, de acordo com as teorias da minha irmã - mais nova -, não teria direito a tantas  declarações de amor como a mana tinha tido. Lembrei-me então que melhor do que escrever seria escrever para toda a gente ver: criar um blog.

 

Depois, vieram as peripécias da gravidez, as neuras, as coisas tristes, as coisas boas, e percebi que para falar do meu filhote tinha que falar de tudo, de todos, enfim, das caminhadas que faço para chegar ao outro lado da montanha. Depois, veio o parto, a dor, a alegria, o pós-parto, as neuras, as coisas tristes, as coisas boas, e mais caminhadas até ao outro lado da montanha.

 

Uma amiga disse-me logo no iniciozinho do blog que não vinha lê-lo porque era muito um diário. Pois é. Não consigo escrever de mim, sem que isso seja reflexo dos meus dias, da minha vida, dos meus amores, dos meus amigos... (mas desconfio que ela continua a vir espreitar o outro lado da montanha, não se lhe consegue resistir, não é?)

 

Às vezes, aborreço-me com o outro lado da montanha, com os meus posts que não interessam a ninguém, com as neuras de mulher, mãe, professora, amiga, esposa, amante, e penso em ir para outro lado, onde ninguém me conheça, mas acabo sempre por voltar...

 

...aqui, deste lado da montanha.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Tentações

por Ni, em 26.05.10

Um pastel de nata, um biquíni brasileiro, um pastel de nata, um biquíni brasileiro, um pastel de nata, um biquíni brasileiro, um pastel de nata, um biquíni brasileiro, um pastel de nata, um biquíni brasileiro, um pastel de nata, um biquíni brasileiro,um pas...nham...nham...nham...

 

Há decisões fúteis tão difíceis de tomar!!

 

...aqui, deste lado da montanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Despertar

por Ni, em 26.05.10


01:00 - Tenho fome! A última vez que comi foi aí há umas duas horas...

05:00 - Tenho outra vez fome!! E tenho qualquer coisa na boca... o que é isto? Não sai, e dói-me... Parece uma daquelas coisas brancas que os adultos têm, mas a avó não. Vou tentar tirar com a mão. Não sai! talvez com a mama da mamã... MAMÃ!!!Quero maminha!

06:00 - Não quero dormir mais. Levanta-te, mamã! Levanta-te! Levanta-te! Levanta-te!Levanta-te!Levanta-te!Levanta-te!Levanta-te!Levanta-te!

 

...aqui, deste lado da montanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Profissão: estudante

por Ni, em 25.05.10

Se me perguntassem, durante o secundário, e se eu fosse suficientemente corajosa para o admitir sem que me julgassem doida, que profissão gostaria de ter, eu responderia estudante. Sempre adorei estudar.

Escolhi aquela profissão que me parecia estar mais perto disso, pelo menos em termos físicos e de papéis e de livros novos todos os anos. Escolhi ser professora.

Agora, nesta minha nova vertente de professora, não dou aulas e perguntam-me várias vezes se tenho saudades. Não, não sinto saudades de dar aulas nas escolas, talvez apenas na Força Aérea, onde dar aulas foi aquilo que qualquer professor deseja (o tão falado processo de ensino-aprendizagem de que só há leves vestígios nas nossas escolas). Assisto a algumas aulas de colegas e, posso garantir, não tenho saudades de dar aulas, porém sinto saudades de estudar.

 

Sou um pouco louca, eu sei. Com a minha vida a 1000 à hora, e com umas centenas, mais coisa menos coisa, de horas de sono em atraso, dou comigo à procura de mestrados em Educação Especial... Não consigo explicar. É uma vontade que se pega à pele, começa a murmurar-me ao ouvido e a fazer umas cócegas e eu já só me vejo entre livros, nas aulas a ouvir coisas fascinantes, a ler, a escrever, a estudar. Em suma, talvez ainda antes do final do ano lectivo, vejam o meu nome por aí numa lista de candidatos a um mestrado.

 

Se souberem de algum, digam.

 

...aqui, deste lado da montanha.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Ódios de estimação

por Ni, em 21.05.10

Não suporto gente que está sempre, sempre, sempre a queixar-se de tudo: o governo, o patrão, os colegas, a televisão, o tempo, a profissão, o que faz, o que não faz, as férias cá dentro, as férias lá fora... E conhecem sempre alguém que é um bom exemplo de tudo o que está mal! Esta gente vive mesmo? É que eu acho que estão tão ocupados a dizer mal que não deve sobrar tempo para mais nada.

 

Eles precisavam era de umas noites sem dormir e umas fraldas (daquelas muito mal-cheirosas) para trocar.

 

...aqui, deste lado da montanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Com moderação

por Ni, em 21.05.10

Perdoem-me todos aqueles de quem eu adoro receber comentários, mas parece que alcancei um novo patamar no mundo da blogosfera, uma vez que ultimamente só recebo comentários de pessoas que, ainda não percebi bem porquê, acham que eu preciso de aumentar o pénis... Por isso, agora os comentários são moderados. E, já agora, deixo aqui a dica que talvez vá decepcionar alguns dos meus mais distraídos leitores: não tenho pénis e os que existem cá por casa não precisam de ser aumentados...

 

...aqui, deste lado da montanha!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


A correr

por Ni, em 19.05.10

Passei por aqui, mesmo, mesmo a correr só para dizer que continuo a sobreviver a este ritmo alucinante de não dormir, ser mãe e trabalhar.

 

Andamos (eu e o meu amor grande) à procura de um novo ritmo, na esperança de que, entre fraldas, idas à piscina, sono, histórias para dormir, jantares e loiças para lavar, sono, roupas, ginásticas, corridas, sono, trabalho, sobrem uns minutinhos para namorar. Quando se quer, sobram sempre, mas, estamos apaixonados, e queremos mais.

 

Agora, vou ter reunião, que, também, é para isso que me pagam...

 

...aqui, deste lado da montanha.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Benfica é campeão

por Ni, em 10.05.10

Rendo-me. Uma mulher moderna e informada, como eu, tem de gostar de futebol, falar de futebol e escrever coisas giras sobre um qualquer clube de eleição. Assim, aqui fica: o Benfica é o campeão nacional! Parece que o jogo triunfal foi ontem, embora já se preparasse a vitória há algumas semanas, porque nisto do futebol, o melhor é preparar tudo atempadamente e ir festejando a - ainda não - vitória, a - ainda não - vitória, a - finalmente - vitória.

 

...aqui, deste lado da montanha.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Lx

por Ni, em 06.05.10

Eu gosto de Lisboa. Talvez porque a vejo pelos olhos da rapariga da aldeia que queria viver na cidade, talvez porque a vejo pelos olhos de turista. Gosto do movimento apressado dos carros, dos prédios antigos, das luzes, à noite, dos monumentos, das ruas. Ontem, por causa disto, fui ao Campo Pequeno e achei que está lindo, com as esplanadas a convidar, os jardins bem arranjados e o café magnólia.

 

Adorei o magnólia: adorei a sensação de estar sentada nos cadeirões, como quem é da casa, sozinha, como quem não divide a existência com dois miúdos e um graúdo, ler o jornal da primeira à última página, como quem tem todo o tempo, ler as agendas culturais, como quem vai todos os dias ao teatro ou ao CCB, comer aquelas coisas italianas, como quem não tem que emagrecer.

 

Depois, regressar a casa e pensar que eu ainda sou eu.

 

...aqui, deste lado da montanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D





Do outro lado