Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Areia na toalha

por Ni, em 27.07.13

 

Odeio areia na toalha. Ah! E tal, então não vás à praia... Mas eu gosto de praia. Gosto daquele  meio minuto em que dadas cinquenta voltas ao estacionamento, à procura dum buraquinho para enfiar a carrinha, depois de constatar que o mais seguro é estacionar a uns quilómetros da praia, atendendo aos olhares furiosos dos que nos ultrapassam, não vá dar-se o caso de vermos um lugarzito primeiro que eles; depois da certeza de, ao contrário do que pensávamos, termos quatro braços, a confirmação de que as horas de ginásio são preciosíssimas e a descoberta de que também podes carregar sacos na cintura e sempre te ajeitas com as pranchas em cima da cabeça, depois de percorridos os quilómetros que te separam da praia, tentando chegar viva, passando por entre carros, pranchas e seres não identificados, com a certeza de que pelo menos ainda não perdeste os filhos pões um pé (com o outro tentas equilibrar o saco que trazias na cintura e que entretanto escorregou) na areia;

  imagem: http://www.localfunforkids.com

depois de dez com licença, cinco gritos aos miúdos para que não dispersem, mais três gritos para que parem de ir tirando a roupa pelo caminho, encontras, finalmente, lugar para uma das pranchas e decides que pões tudo em cima dessa prancha, não abres o chapéu de sol, não estendes as toalhas e os miúdos coloca-los em cima dos sacos, enquanto torces para que eles não percebam que entre os dois está o pé da senhora do lado e não o camião de areia como imaginam; depois de cinco segundos de começar a espalhar-lhes o protetor, o miúdo se rebola na areia e ela cai enquanto tira os calções; depois de desistir de estender a toalha, vou com eles para o mar, o único sítio onde cabemos os três, mas ele tem medo das ondas e não passa da beirinha e ela só quer ir apanhar ondas e foge da beirinha; depois de uma massagem de areia feita por ela, e uma de areia e migalhas de bolachas de chocolate feita por ele, sentada na areia, eles conseguem, ainda assim, verificar que eu não tenho areia na cara e decidem sacudir os baldes em cima de mim; depois de ultrapassado o percurso em sentido contrário, enquanto ela me implora que ponha o cd dela com a música do Benfica no trajeto para casa e ele choraminga porque tem fome de uma bolacha... gosto daquele meio minuto em que rodo a chave, ligo o motor, olho em frente e penso que sobrevivi.

 

...aqui, deste lado da montanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D





Do outro lado